A intenção desde canal é ser um canto onde publico alguns dos meus devaneios do dia-a-dia. Coisas que vou aprendendo e acho bacanudo para postar aqui. Entre e se divirta. Talvez encontre alguma coisa útil!

Queria falar sobre teste de conceito (já que não existe muito material em português sobre isso, entonses queria deixar minha contribuição – isso é pra você que estuda marketing, assim como eu).

Sabemos que as empresas criam diversos produtos o tempo todo para satisfazer nossos desejos (sim, se a gente não fosse tão chato isso não seria necessário), que a todo momento precisam desenvolver novas ideias de produtos e testá-las antes de colocar no mercado para consumo. É pra isso que existe o teste de conceito. Se você estudo marketing, já deve ter ouvido falar disso. Esse teste é relativamente simples. Consiste em apresentar um produto, na forma de um conceito, ou sejeee, através de um  texto que comunique os benefícios do produto e etc e tal, e verificar qual é a reação das pessoas a este conceito.

Várias são as empresas que desenvolvem métodos, cada vez mais apurados, de testar conceitos antes de desenvolver de fato um novo produto, ou fazer ajustes em um produto que não esteja mais atendendo as necessidades dos consumidores.

David Schwartz, no seu livro Concept Testing (teste de conceito para os leigos que não conhecem o idioma anglochato), faz a definição de porta de faculdade sobre conceito (imagine agora um cara todo pomposo falando): “um conceito é uma representação escrita ou visual de um produto ou serviço. É um jeito de comunicar os benefícios, pontos fortes e objetivos de um produto de forma direta e concisa.” O grande barato do conceito é que ele não aceita enrolação. Isso mesmo, ele é direto e reto. É feito para comunicar sem deixar espaço para dúvidas ou interpretações desviantes que, em termos acadêmicos, cagariam todo o teste. O objetivo é atrair a atenção, ser lembrado e ser persuasivo (você quer saber se o mano compraria aquilo ou não).

Pra isso existem algumas regrinhas básicas para que o teste de conceito posso ter um bom resultado. Não adianta nada você desenvolver uma mega ideia e escreve-la igual sua cara! Intuitivamente sabemos disso, mas somos vacilões e deixamos a correria do dia-a-dia afetar nosso julgamento.

Mas não fique triste (ainda) pois estou aqui (ou não) para te ajudar! Lendo alguns artigos sobre o assunto, trago me aqui comigo algumas diretrizes para se produzir um bom conceito (use isso com seu prof de pesquisa, ele vai ficar amarradão!).

Vamos à lista:

1. pense como os consumidores pensam

Isso é bem óbvio, mas o nosso viés atrapalha nessa parte que é uma coisa. Esquecemos de pensam como a pessoa que possivelmente vai usar aquele produto ou serviço e não ficar preso nas tecnicalidades que, muitas vezes, só importam pra gente. Por isso o visual é muito importante. Um título chamativo faz muito bem o trabalho de prender a atenção do leitor e, geralmente, é por onde ele começa a jornada de avaliação do conceito. Os consumidores leem o título, procuram o preço, querem saber quais são as variedades para só depois começar a ler o conceito em si. Esses elementos são importantes para faze-lo ficar (porque vai ter bolo!) e fazer o teste até o final.

2. inclua tudo o que é essencial

Um conceito é, na verdade, uma maneira de resolver um problema ou necessidade não atendida. Por isso ele deve indicar claramente qual é a necessidade que será atendida, para quem se destina, qual é o diferencial, apresentar argumentos persuasivos, destacar benefícios racionais e emocionais (quanta coisa, mas é de boas).

Um exemplo pra você que ainda não entendeu. Digamos que eu queira lançar um novo sorvete no mercado. Começando pelo básico, qual é o nome do produto? Resposta, Sorvete Dilly(cia) com cálcio. O público-alvo são mães com filhos pequenos que desejam incluir mais cálcio em suas dietas e na de seus pequenos de forma simples. O ponto de diferença para outros produtos é que esse sorvete tem mais cálcio. Para convencer dizemos que o cálcio é bom para o seu corpo e nesse produto você irá o encontrar mais que na sua dieta atual. Os benefícios racionais são que o sorvete é saudável, gostoso e fácil de consumir. Já os benefícios emocionais apelam para o sentimento de se sentir melhor sabendo que está cuidando de sua saúde e da de sua família. Coloco um preço e digo onde esse produto pode ser encontrado.

3. atenção no uso dos estímulos

Você pode usar estímulos visuais (são muito chamativos). Claro que nem sempre é possível, mas sempre que possível, faça!

O título deve chamar a atenção e ser claro e objetivo (nada de firulas).

Preço deve sempre ser incluído, a não ser, é claro, quando se quer fazer uma pesquisa para determinar o preço, ou quando se está testando conceitos diretamente para crianças (nunca coloque preço aqui).

Lembre-se de colocar as variedades e onde a pessoa pode encontrar esse novo produto.

A declaração do conceito deve ser articulada em algumas frases ou em um parágrafo (nada de textão). Lembre-se que o objetivo é não deixar dúvidas. Também diga se o produto é novo ou é uma reformulação.

O toque final fica a cargo do design da apresentação. Invista nisso. Use fontes com valores como negrito ou itálico para destacar palavras, faça uma diagramação maneira e use seu logo ou marca sempre que possível.

Tamanho conta: para o leitor ter atenção no que está no papel, o texto geralmente deve conter no máximo 130 palavras (menos é até melhor. Se você chegou até aqui, parabéns!)!

Crie um padrão! Assim fica mais fácil, quando se testa vários conceitos, analisar e comparar os conceitos.

Espero que isso tenha ajudado. E pra você não chegar no seu professor dizendo que tirou tudo isso das internets e tals, tá ai a referência (em ABNT, malandragem!).

IPSOS INSIGHT (China). CreatingWinning Concepts. 2006. Disponível em: <https://goo.gl/bjFZRx&gt;. Acesso em: 05 ago. 2016.

Valeu 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s